Piracicaba Classificados

 
Anuncie Grátis
 
 
Clique aqui para
Anunciar GRÁTIS!
 
 BUSCA

 
 
Piracicaba:
Piracicaba
História de Piracicaba
Demografia
Hidrografia
Economia
Hino de Piracicaba
Pontos Turísticos
Classificados Piracicaba

Outras Cidades
Alfenas
Americana
Aracatuba
Atibaia
ABC
Araras
Araraquara
Bauru
Betim
Bragança
Campinas
Foz do Iguacu
Franca
Guaruja
Guarulhos
Itú
Juiz de Fora
Jundiaí
Limeira
Londrina
Marília
Niterói
Novo Horizonte
Paulinia
Pelotas
Petropolis
Ponta Grossa
Presidente Prudente
Ribeirão Preto
Rio Claro
Sao Bernardo
Sao Caetano
Sao Carlos
Sao Jose do Rio Preto
Sao Jose dos Campos
Sao Paulo
Santo André
Santos
Taubaté
Sorocaba
Ubatuba
Uberaba
Uberlandia
Varginha
Vitória
San Diego
 
Todas as Cidades

Websites
Brasileiros nos Estados Unidos
RM3 produções p/ TV e Multimídia
A Vida Na América

 


Piracicaba

 

História de Piracicaba

 

Durante o século XVII o vale do rio Piracicaba começa a ser ocupado por colonos que praticando a agricultura de subsistência e exploração vegetal adentram a floresta e começam a ocupar as terras ao redor do Rio Piracicaba.

Rio Piracicaba

Em 1776, para apoiar a navegação das embarcações que desceriam o rio Tietê em direção ao rio Paraná e também daria retaguarda ao forte de Iguatemi, a Capitania de São Paulo decide fundar uma povoação na região, localizado a 90 quilômetros da foz do Piracicaba, lugar já ocupado por alguns posseiros e com melhor acesso a outras vilas da região. A fundação é datada de 1º de Agosto de 1767, na margem esquerda do rio. A povoação de Piracicaba é ligada politicamente a Itu, então a cidade mais próxima. Um ano depois,, a povoação torna-se freguesia.

A sede da freguesia é alterada para a margem direita do rio em 1784 por causa do terreno irregular e infértil da margem esquerda. Baseada na navegação do rio Piracicaba e no cultivo da cana-de-açúcar, no final do século XVIII a região se desenvolve.

Vila Nova Constituição é o nome dado quando a freguesia é elevada a condição de vila, em 1821. Com a elevação de Vila e o desenvolvimento do cultivo da cana a vila se desenvolve rapidamente. Curiosamente, a cidade permanece vinculada ao cultivo de cana-de-açúcar, ignorando a chegada do café no Oeste Paulista, cultivo que se tornaria o motor da economia paulista no final do século XIX. Devido ao cultivo da cana, a região torna-se um dos principais polos de escravidão no Oeste Paulista, com grande presença de escravos e libertos negros.

Piracicaba ia se desenvolvendo rapidamente, tornado-se a principal cidade de suas redondezas, polarizando outras vilas que dariam origem as atuais cidades de São Pedro, Limeira, Capivari e Rio Claro.

Em 1877 a cidade, abandonando a denominação portuguesa de Vila Nova da Constituição, por intermédio de seu então vereador e futuro presidente da República, Prudente de Morais, adota a designação atual de Piracicaba.

Em 1881 é fundado as margens do rio Piracicaba o Engenho Central, que viria a se tornar o maior engenho de açúcar do Brasil nos próximos anos. A cidade começa a substituir o trabalho escravo pelos imigrantes assalariados: Piracicaba recebe importantes contingentes de portugueses, italianos e sírio-libaneses.

Com o certo declínio observado por Itu após 1890, Piracicaba torna-se a cidade principal da região que viria a se transformar na Região Administrativa de Campinas. A cidade de Campinas, naquela época, era menor e mais pobre que Piracicaba.

Por possuir luz elétrica, serviço de telefone, em 1900, Piracicaba firma-se como um dos maiores polos do estado de São Paulo: é a quarta maior cidade do Estado

Com o fim do ciclo do café e a queda constante de preços da cana-de-açúcar, a economia piracicabana começa a se estagnar. Na tentativa de reversão do cenário, a cidade de Piracicaba é uma das primeiras a se industrializar. A industrialização, ainda muito baseada no ciclo da cana-de-açúcar, impede a queda maior da cidade mas não a estagnação.

A rápida expansão de Campinas registrada após 1950 causa crise ainda maior em Piracicaba. Não bastasse a sua dependência de uma economia ainda agrícola, Piracicaba agora é obrigada a enfrentar a concorrência trazida por uma cidade que se desenvolve mais rapidamente, de forma industrial e com melhor localização geografica

A partir da década de 1970 são tomadas ações para alavancar a economia piracicabana. Piracicaba reforça sua economia e consegue sair do longo ciclo de estagnação porém não volta ao status que possuia no início do século, até mesmo por ainda continuar a dividir potenciais novos investimentos com a vasta região industrial e tecnologica de Campinas.

A cidade conseguiu se manter na posição de segunda maior em população e terceira em economia na Região Administrativa de Campinas, mesmo apesar de sua longa crise, alem de ser um dos maiores polos produtores de açúcar e alcool do mundo, além de contar com importante centro industrial e diversas universidades de renome.

Piracicaba

 

Procurando mais sobre Piracicaba? Use a busca do Google:
Google

Confira também sobre Piracicaba e região:

* Piracicaba Classificados
* Piracicaba visto pelo Google Map
* Campinas Classificados

* Ribeirão Preto
* Jundiaí

 

 

Alfenas | Americana | Araçatuba | Araras | Araraquara | Atibaia | Bauru | Betim | Blumenau | Bragança | Canoas | Campinas | Cascavel | Caxias do Sul | Franca | Foz do Iguaçu | Guarujá | Guarulhos
Juiz de fora | Jundiaí | Limeira | Marilia | Maringá | Novo Horizonte | Paulínia | Pelotas | Petropolis | Piracicaba | Ponta Grossa | Presidente Prudente | Ribeirão Preto | Rio de Janeiro | Santos | São Bernardo
São Caetano | São Carlos | São José | São José do Rio Preto | São Paulo | Santo André | Sorocaba | Taubaté | Ubatuba | Uberaba | Uberlandia | Varginha | Vitória | Cursos de Ingles | Diana Krall | Garth Brooks